imagem

imagem
Mestre Tabosa, discípulo do Mestre Arraia, deu continuidade à capoeira de Brasília desde 1965. Em 1974 montou a primeira academia de capoeira de Brasília a Academia Tabosa. Interessou também em outros esportes como judô, sumô, esgrima, Professor de Ginástica Localizada Brasileira e é competidor de maratonas e caiaque. Na área das artes, Mestre Tabosa também participou de teatro, cinema e na música tornou-se cantor e compositor. Seu Blog vai disponibilizar todas as facetas deste grande homem.

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

VISITA DO MESTRE TABOSA - CAPOEIRA UnB


A convite de Luiz Renato Vieira, Mestre Tabosa ministrou palestra no dia 05/12/2012  sobre
“A História da Capoeira”, realizado na Universidade de Brasília - UnB.
 

 

2 comentários:

  1. Tivemos hoje a satisfação de receber a visita do Mestre Tabosa e de seu discípulo Mestre Monera.

    Mestre Hélio Tabosa tem uma contribuição inestimável ao desenvolvimento da capoeiragem. Iniciou-se em 1964, no Colégio Elefante Branco, com o Mestre Arraia. Por sua habilidade - capoeirista famoso pela agilidade na roda - logo tornou-se reconhecido nacionalmente. Nos anos de 1967/68/69, participou da equipe campeã do Troféu Berimbau de Ouro, juntamente com alguns dos melhores capoeiristas do Grupo Senzala na época. Assim, contribuiu fortemente para o reconhecimento da capoeira de Brasília no plano nacional.

    Para nós, sua visita tem um significado especial: Mestre Tabosa foi o primeiro capoeirista a ensinar a luta na nossa Universidade. Trabalhou na UnB de 1969 a 1974, quando abriu sua academia na W3 Sul. Respeitadas as outras importantes contribuições, Mestre Tabosa e Mestre Adilson formam as bases da capoeira de Brasília, e praticamente todos mestres da geração subsequente no DF tiveram aulas com um dos dois ou, em alguns casos, com os dois.

    Nessa visita, Mestre Tabosa nos falou sobre sua trajetória na capoeira, sobre os primórdios da nossa luta em Brasília e, também, sobre as primeiras iniciativas de organização da modalidade, como adoção de uniforme, sistemas de graduação e regulamentação de competições.

    Tenho uma particular admiração por Mestre Tabosa desde que, em 1979, assisti a um show no Teatro Tereza Rachel, no Rio, organizado pelo Grupo Senzala. Lembro-me de que havia um músico chamado Marku Ribas fazendo uma percussão com o corpo, muito legal, no show. Tabosa era um dos participantes e o espetáculo foi impressionante. Depois é que pude conhecê-lo melhor nas rodas em Brasília. Anos mais tarde, em 1989, ao entrevistar Mestre Waldemar da Liberdade, pude ver a admiração que os antigos mestres baianos tinham por ele como jogador de capoeira e como pessoa.

    Antes de realizar seu trabalho de educador e de sistematizador da nossa arte, Mestre Tabosa construiu sua história como capoeirista, e há inúmeros registros de sua passagem, nas décadas de sessenta e setenta, pelos locais onde ocorriam as rodas mais importantes do Brasil, principalmente no Rio de Janeiro e na Bahia. Esse é um fato muito importante, e é motivo de orgulho para os capoeiristas brasilienses.

    Ficamos muito honrados com a visita de vocês, Mestre Tabosa e Mestre Monera.
    Recebam nosso abraço e nosso agradecimento. Luiz Renato Vieira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu camarada Luiz Renato, foi um prazer compartilhar com você e seus alunos esse momento ímpar, em que fizemos capoeira numa troca de ideias e histórias, da capoeira de Brasília! Achei esse momento muito rico, uma vez que dividimos com alunos, que têm um potencial de serem formadores de opinião dentro desse nosso universo, da capoeira, como também da nossa sociedade. Portanto, quem está agradecido, sou eu!

      Excluir